Como Morreu MÓNICA SPEAR

COMO MORREU

MÓNICA SPEAR

 

 

Nome completo: Mónica Spear Mootz

Nacionalidade: venezuelana

Nascimento: 1 de outubro de 1984

Morreu em: 6 de janeiro de 2014

Idade: 30 anos

Profissão: Atriz

Lugar da morte: No quilômetro 194 na rodovia Caracas-Valência, Carabobo (Venezuela)

 

Causa de morte: 

 “ASSASSINATO”

 

 

Como faleceu MÓNICA SPEAR: As últimas férias de Mônica aconteceram em seu amado país Venezuela, finalizando durante o ano de 2013 e princípios do ano de 2014. Há rumores que foi também uma viagem de reconciliação com seu ex marido Thomas Henry Berry.

Aproximadamente às 10:30 da noite seu carro se acidentou por uma pedra que bloqueava o caminho quando passava pela zona de El Cambur do estado de Colorado.

Spear teve que parar um reboque para que os ajudasse, posteriormente de acordo com o registro do seu telefone celular chamou pedindo auxílio a uma instituição de proteção civil do estado que nunca chegou a socorrê-la. Quando lhes auxiliavam, vários homens armados interromperam a cena com fim de roubar seus pertences e assassinaram a sangue frio o casal Spear-Henry e resultando ferida Maya, sua filha em uma perna.

Duas balas acertaram Mônica, a primeira feriu seu glúteo, a outra feriu seu braço e axila direita, Gerardo José Contreras Álvarez acabou no instante com a vida de uma das mais belas mulheres da Venezuela.

Despediram-se de Mônica grandes personalidades como Osmel Sousa, o czar da beleza, atores e atrizes, Fundação Asperger de Venezuela, de quem era a imagem, Televen, Bloco de Armas e fanáticos. Seus restos mortais descansam no Cemitério Monumental do Leste em Caracas.

Seu assassino foi preso em setembro de 2015 e não manifesta nenhum tipo de arrependimento. Foi condenado somente a 26 anos de prisão.

INFO-MONICA-SPEAR_up

SAIBA COMO ELES MORRERAM

One thought on “Como Morreu MÓNICA SPEAR

  1. 26 anos de prisão , evangelize o pobre assassino para ele obter o perdão e a vida eterna com os anjos no céus, eu mesmo optaria por pena de morte para crime , mas é tão humanitário dar uma chance para o adversário, enquanto ele não faz o mesmo com a gente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *